Amop cobra comprometimento na solução à greve dos caminhoneiros

Ao entrar em seu quarto dia, a greve dos caminhoneiros vem provocando transtornos para a economia brasileira: o desabastecimento começa a atingir a economia como um todo. Nos municípios, a situação não é diferente: a paralisação também reflete na qualidade das ações direcionadas à população.
Com base nesta realidade, o prefeito de Maripá e presidente da Amop, Anderson Bento Maria, em nome dos 53 colegas prefeitos, está cobrando das autoridades federais uma solução madura para este impasse, com responsabilidade, dever cívico e principalmente comprometimento.
“Os reflexos já estão sendo sentidos pela população. Por isso, é preciso pressionar as instâncias de poder que têm capacidade e a prerrogativa de promover os ajustes necessários”, destaca Anderson. Segundo o presidente da Amop, a greve tem provocado problemas no abastecimento e, logo, os reflexos poderão ser ainda mais danosos, com desdobramentos em ações de saúde, por exemplo.
Em Brasília, ao participar da Marcha de Prefeitos esta semana, Anderson acompanhou a discusão sobre esse e outros temas. “Estamos cobrando dos nossos representantes da região Oeste na Câmara dos Deputados e Senado da República uma solução imediata ao problema, porque a população não pode ficar aflita e angustiada com essa situação. É preciso solução rápida para este impasse”, destaca

Share this:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *